Definições da norma 9050

Bem vindos ao Barra de Apoio

Para os efeitos desta Norma, aplicam-se as seguintes definições:
3.1 acessibilidade: Possibilidade e condição de alcance, percepção e entendimento para a utilização com segurança e autonomia de edificações, espaço, mobiliário, equipamento urbano e elementos.
3.2 acessível: Espaço, edificação, mobiliário, equipamento urbano ou elemento que possa ser alcançado,
acionado, utilizado e vivenciado por qualquer pessoa, inclusive aquelas com mobilidade reduzida. O termo
acessível implica tanto acessibilidade física como de comunicação.
3.3 adaptável: Espaço, edificação, mobiliário, equipamento urbano ou elemento cujas características
possam ser alteradas para que se torne acessível.
3.4 adaptado: Espaço, edificação, mobiliário, equipamento urbano ou elemento cujas características
originais foram alteradas posteriormente para serem acessíveis.
3.5 adequado: Espaço, edificação, mobiliário, equipamento urbano ou elemento cujas características
foram originalmente planejadas para serem acessíveis.
3.6 altura: Distância vertical entre dois pontos.
3.7 área de aproximação: Espaço sem obstáculos para que a pessoa que utiliza cadeira de rodas possa
manobrar, deslocar-se, aproximar-se e utilizar o mobiliário ou o elemento com autonomia e segurança.
3.8 área de resgate: Área com acesso direto para uma saída, destinada a manter em segurança pessoas
portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, enquanto aguardam socorro em situação de sinistro.
3.9 área de transferência: Espaço necessário para que uma pessoa utilizando cadeira de rodas possa se
posicionar próximo ao mobiliário para o qual necessita transferir-se.
3.10 barreira arquitetônica, urbanística ou ambiental: Qualquer elemento natural, instalado ou edificado
que impeça a aproximação, transferência ou circulação no espaço, mobiliário ou equipamento urbano.
3.11 calçada: Parte da via, normalmente segregada e em nível diferente, não destinada à circulação de
veículos, reservada ao trânsito de pedestres e, quando possível, à implantação de mobiliário, sinalização,
vegetação e outros fins – Código de Trânsito Brasileiro.
3.12 calçada rebaixada: Rampa construída ou implantada na calçada ou passeio, destinada a promover a
concordância de nível entre estes e o leito carroçável.
3.13 circulação externa: Espaço coberto ou descoberto, situado fora dos limites de uma edificação,
destinado à circulação de pedestres. As áreas de circulação externa incluem, mas não necessariamente se
limitam a, áreas públicas, como passeios, calçadas, vias de pedestres, faixas de travessia de pedestres,
passarelas, caminhos, passagens, calçadas verdes e pisos drenantes entre outros, bem como espaços de
circulação externa em edificações e conjuntos industriais, comerciais ou residenciais e centros comerciais.

BARRAS DE APOIO É SEMPRE IMPORTANTE. AS BARRAS SÃO MAIS QUE ACESSIBILIDADE É SEGURANÇA!!

BARRAS DE APOIO É NA MIL ASSENTOS!!

acesse: http://www.milassentos.com.br/blog

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: